Suspeito de matar estudante da Unicamp com 28 facadas é preso

Foi preso nesta quarta-feira (18) em São João da Boa Vista (SP) o suspeito de matar, com 28 golpes de faca, a estudante da Universidade Estadual de Campinas (Unicamp) Mayara Roquetto Valentin, no último domingo. A prisão foi executada pelo Batalhão de Ações Especiais da Polícia Militar (Baep) e a Polícia Civil.

Michael Douglas da Silva, de 28 anos, estava foragido desde o dia do assassinato. Ele tentou matar outra mulher um dia antes da morte de Mayara. De acordo com o delegado Fabiano Antunes, o suspeito ainda tentou matar o padrasto.

O CRIME
A vítima, de 23 anos, foi atacada e morta após sair para caminhar de manhã em São João da Boa Vista. Ela morava em Campinas, mas passava o final de semana na cidade natal com os pais. O crime aconteceu em uma área de mata, conhecida como Serra da Paulista.

Mayara estudava Ciências Biológicas na Universidade Estadual de Campinas (Unicamp). Ela foi morta durante uma caminhada. Nas redes sociais, amigos lamentaram o assassinato da jovem e pediram justiça. O Instituto de Biologia da Unicamp também se manifestou por meio de nota.

– É com extremo e profundo pesar que a Diretoria do Instituto de Biologia da Unicamp determina luto de 3 (três) dias pelo falecimento, no dia 15 de maio de 2022, da nossa querida aluna, Mayara Roquetto Valentim. A Mayara ingressou no curso 06 – Ciências Biológicas em 2017, tendo concluído a modalidade AL no segundo semestre de 2021. Atualmente, estava cursando a modalidade AJ e atuando como PAD da disciplina BF583. Foi uma aluna extremamente participativa no curso e querida por colegas de sala e docentes. Mayara nos deixa com 23 anos e muita saudade. Aos familiares, amigos e colegas enlutados, nossos mais sinceros sentimentos – disse a instituição.

Por: Monique Mello

DEIXE SEU COMENTÁRIO
Compartilhe: