Mãe é presa após consentir sexo de filha de 11 anos com jovem de 21, em Porangatu

A Polícia Civil de Goiás (PCGO) efetuou a prisão temporária de uma mãe suspeita de consentir a prática sexual de sua filha de 11 anos com um jovem de 21, em Porangatu, região norte de Goiás.

De acordo com as investigações, o jovem já mantinha uma relação com a criança há cerca de cinco meses. Ele também foi preso na semana passada.

Por se tratar de uma menor de idade, a mãe e o suposto genro foram presos e responderão pela prática de estupro de vulnerável, por ter conjunção carnal ou praticar outro ato libidinoso com menor de 14 anos. De acordo com o Código Penal, a pena varia de 8 a 15 anos de reclusão.

Agora, a criança está sob os cuidados do Conselho Tutelar da cidade. “A Polícia Civil reafirma seu compromisso em coibir esses crimes e reitera a importância da sociedade em denunciar as práticas de crimes envolvendo menores.”, informou a PCGO.

Além da mãe presa após permitir sexo de filha de 11 anos com jovem de 21, em Porangatu, homem teria estuprado irmãs em Mara Rosa

Na semana passada, um homem foi preso suspeito de estupro de vulnerável contra duas irmãs de 7 e 8 anos, em Mara Rosa. O suspeito é tio de amigos dos pais das vítimas.

Durante as investigações, apurou-se que as vítimas acompanhavam os pais durante uma visita na residência de um casal de amigos, ocasião em que o tio deste casal aproveitou-se da distração dos pais e passou as mãos nas pernas das vítimas e pediu para tocar-lhes as partes íntimas.

De acordo com a Polícia Civil, em depoimento as menores exibiam sinais de traumas. Após a conclusão do inquérito, o procedimento será encaminhado ao Poder Judiciário, podendo o suspeito ser condenado em pena de reclusão de 8 a 15 anos.

As investigações foram realizadas no âmbito da Operação Acalanto e tem por finalidade combater todo tipo de violência praticada contra crianças e adolescentes.

DEIXE SEU COMENTÁRIO
Compartilhe: