Duas pessoas morreram carbonizadas na BR-153 em Porangatu

blank

Charles King Machado e Silvio Luciano Nogueira Chaves são as possíveis vítimas que morreram carbonizadas após colisão entre duas carretas na tarde deste domingo (15), na BR-153, km 105, entre Porangatu e Santa Tereza de Goiás, norte do Estado.

Charles residia em Goiânia e Sílvio no Estado de Minas Gerais. O material genético dos familiares serão coletados em Goiânia. Não é possível afirmar ainda se, além dos motoristas havia algum passageiro nos veículos de grande porte.

blank

Também de acordo com as primeira informações levantadas no local, o condutor da carreta que seguia sentido norte/sul teria invadido a pista contrária por motivos desconhecidos, chocando com a outra carreta que seguia no sentido contrário.

Um VW Gol que também seguia no sentido oposto, sul/norte, se chocou na traseira da carreta e com a explosão também foi atingido pelas chamas e ficou destruído. Os ocupantes conseguiram sair do veículo sem ferimentos.

blank

O acidente aconteceu por volta das 15h15 e as duas pistas foram interditadas por volta de 15h30 até 21h30. A princípio se formaram filas nos dois sentidos e a Polícia Rodoviária Federal (PRF) controlou o trânsito, orientando aos motoristas que utilizassem o desvio por Porangatu, Mutunópolis e Estrela do Norte (vice-versa).

Assim que a equipe do 11º Batalhão dos Bombeiros Militares (BBM) de Porangatu chegaram, apagaram as chamas e fizeram o rescaldo. Depois do esfriamento dos veículos, a equipe do Núcleo da Polícia Técnica Científica (NPTC) realizou a retirada dos corpos carbonizados e levantou as possíveis circunstâncias do acidente.

Duplicação BR-153 Norte

O trecho onde ocorreu o acidente já registrou muitos outros e tem pavimento precário e com irregularidades. De acordo com o cronograma para duplicação da BR-153 anunciada pelo Governo Federal, neste terceiro trimestre (Julho, Agosto, Setembro) de 2021 deve ocorrer a assinatura do contrato.

Ainda de acordo com o cronograma, os estudos foram finalizados no dia 31 de julho de 2019, a consulta pública no dia 14 de abril de 2020, o Acórdão TCU no dia 17 de dezembro de 2020, o edital publicado no dia 29 de janeiro de 2021 e o leilão realizado no dia 29 de abril de 2021.

blank
DEIXE SEU COMENTÁRIO
Compartilhe: