Cinco pessoas morrem em gravíssimo acidente na região central de Niquelândia

Cinco pessoas morreram na madrugada deste domingo (31), em horário ainda incerto, quando o carro que ocupavam despencou de um barranco e caiu num córrego existente no final de uma rua sem saída do Bairro Santa Efigênia, região central de Niquelândia.

As quatro mulheres e o homem – vítimas desta tragédia sem precedentes na história dos acidentes de trânsito na área urbana de Niquelândia – eram residentes em bairros da região da Vila Mutirão.

O que sabe até o momento, de acordo com os relatos da Polícia Militar (PM) e do Corpo de Bombeiros, é que Joana Soares da Silva, de 45 anos, era a condutora do Gol prata (ano 2012, placa OTI-4450, de Niquelândia).

Joana Soares da Silva  [Foto: Reprodução/Facebook]

Por motivos que ainda serão apurados nos próximos dias pela Polícia Civil, o veículo – supostamente em alta velocidade – trafegava pela Rua 9-A, no Santa Efigênia, nas proximidades da Feira Coberta de Niquelândia.

A rua desemboca no Córrego Bacalhau, na divisa do Santa Efigênia com os residenciais Sol Nascente e Colina Park.

No local, não há nenhum tipo de contenção e/ou barreira física para prevenir acidentes.

Joana Darc Pereira Torres [Foto: Reprodução/Facebook]

Descontrolado, o veículo guiado por Joana arrastou a vegetação existente no final do barranco; ‘voou’ cerca de 40 metros em linha reta; caiu de uma altura de cerca de 10 metros; bateu violentamente de frente em rochas do lado oposto; e tombou lateralmente dentro do córrego, que é raso no local do acidente.

Além de Joana Soares, também morreram sem qualquer possibilidade de socorro: Joel Barbosa Santiago, de 48 anos; Sirlene Soares da Silva, de 35 anos; Joana Darc Pereira Torres, de 30 anos; e Ana Carla Soares da Silva, de 28 anos, que era filha da condutora do veículo.

A PM e o Corpo de Bombeiros foram acionados por volta das 10h30 deste domingo, para os trabalhos de isolamento da área e resgate dos corpos das ferragens do veículo acidentado, após a perícia realizada pela  Polícia Técnico Científica de Uruaçu.

Sirlene Soares da Silva [Reprodução/Facebook]

A Polícia Científica esteve no local para a coleta de informações que possam ajudar a Polícia Civil na elucidação das causas do acidente, registrado inicialmente como “colisão misteriosa” pelos militares que atenderam a ocorrência.

Por fim, os corpos foram levados para o Instituto Médico Legal (IML) de Uruaçu para exames de praxe que poderão – ou não – detectar a presença de álcool no organismo das cinco vítimas.

A PM apurou, preliminarmente, que o grupo supostamente teria participado de uma festa num forró bastante conhecido em Niquelândia, na madrugada deste domingo.

Ana Carla Soares da Silva [Reprodução/Facebook]

Com a disseminação da informação sobre o acidente em grupos de Whats App e redes sociais, dezenas de curiosos foram até o local da tragédia ao longo da manhã e do início da tarde de hoje – como se quisessem ter realmente certeza do triste ocorrido – totalmente incrédulos com os destroços do veículo projetados dentro do Córrego Bacalhau.

O enterro das vítimas está previsto para a manhã desta segunda-feira (1º/8), no Cemitério Municipal São José.

Carro que acidentou-se matando cinco pessoas em Niquelândia: imagem feita do ponto onde curiosos observavam a tragédia surpreende pela altura do local onde veículo despencou no Córrego Bacalhau [Foto: Excelência Notícias]

Por: Euclides Oliveira (Excelência Notícias)

DEIXE SEU COMENTÁRIO
Compartilhe: