Cantora gospel expõe abusos psicológicos feitos por pastor

A cantora gospel Ludi Moreira, ex-integrante do coral Kemuel, fez uma série de posts nas redes sociais expondo abusos psicológicos que sofreu. Sem citar nomes, ela revela que agressor se autointitula pastor e que líder religioso lucrava com trabalho e dava a ela uma mísera parte.

Ludi conta que já foi deixada em uma rodoviária com a própria mala e apenas R$ 20. Também relembrou que passou mais de uma semana no Rio de Janeiro para uma série de shows e recebeu R$ 300 por todo o trabalho, “enquanto o bonito estava trocando o carro dele por um mais caro”, disse.

Ainda sem citar nomes, a artista também pontuou que todos que estão ao redor desta pessoa sabem que ele é “tóxico” e que “todos que já passaram por ele têm feridas profundas”. Porém, nada é revelado porque, segundo ela, o networking que ele oferece “vale mais que a verdade”.

Leia o desabafo da cantora gospel Ludi Moreira sobre os abusos psicológicos:

DEIXE SEU COMENTÁRIO
Compartilhe: