Cantor sertanejo Adriano Bastos, o Salvador, morre vítima da Covid-19

A Cultura da Região Norte está de luto. Morreu em Porangatu no início da noite de ontem, terça-feira (16) vítima de complicações do novo coronavírus, o cantor sertanejo Adriano Santana Bastos, da dupla Pedro Berto e Adriano. O cantor iria fazer 53 anos no próximo mês e foi diagnosticado com a doença depois da mãe dele apresentar sintomas e testar positivo para a Covid-19.

Adriano Bastos estava internado na UTI – Unidade de Terapia Intensiva do HCamp, o Hospital de Campanha de Porangatu e foi a 60ª vítima da Covid-19 no município.

De acordo com a Secretaria Municipal de Saúde, 1.934 pessoas já foram infectadas pelo novo coronavírus em Porangatu. Por ocasião da divulgação do Boletim Epidemiológico ontem por volta das 20 horas, 1.686 já haviam sido curados, 189 permaneciam ativos, destes 171 em quarentena domiciliar e 18 estavam hospitalizados. O placar mostrou também que 39 casos estão sendo investigados e todos seguiam em quarentena domiciliar.

O cantor, que deixou um casal de filhos, Matheus e Milena, iniciou sua carreira artística ainda bem jovem, quando na época formou duplas com diversos cantores do município e há aproximadamente cinco anos cantava ao lado de Pedro Roberto, o Pedro Berto. Durante apresentação na cidade de Nova Crixás, Adriano chegou a dividir o palco em com o cantor Leonardo (foto).

A nova dupla Pedro Berto e Adriano realizou diversos shows na região e tinha em mente diversos projetos para colocar em prática. Adriano, que era também produtor rural, mantinha bons laços de amizade em Porangatu e em outras cidades da região. “Ele era muito carismático, tinha um excelente caráter e morava com a mãe dona Margarida Santana, de quem cuidava com muito carinho e satisfação”, relatou a amiga Arlene Santana da Silva, moradora de Uruaçu

Compartilhe: